terça-feira, 31 de março de 2009

Injeção Direta de Combustível


Olá Pessoal!
Já falei algum tempo atrás sobre a injeção eletrônica, expliquei sobre o sistema multiponto e monoponto, faltou falar sobre um sistema muito mais moderno e eficaz: A injeção direta de combustível.

Vamos então àquelas perguntinhas básicas:

1- O que é Injeção Direta de Combustível?

Como o próprio nome diz, o combustível é injetado diretamente na câmara de combustão. Diferentemente da injeção eletrônica comum, em que o combustível é injetado ainda no duto de admissão.

2 - Como funciona ?

O princípio de atuação é injetar na câmara uma mistura muito pobre (20:1), quase impossível de ser inflamada, e microssegundos depois pulverizar uma quantidade pequena de mistura rica, em torno da vela de ignição. Esta libera uma faísca e dá início à queima, provocando depois a inflamação de toda a mistura. Assim, é possível controlar mais eficientemente a queima.

3 - Quais são as principais vantagens?

Como era de se esperar, a injeção direta de combustível proporciona um aumento de potência e torque além de diminuir em até 15% o consumo.

4- Quando surgiu ?

A ideia surgiu nos anos 60 e 70, mas não teve sucesso devido à inexistência de sistemas eletrônicos com complexidade necessária.

5 - Quais carros utilizam esse sistema?

Pode-se dizer que hoje a AUDI é a líder nessa tecnologia, chegou até a ganhar as 24 horas de Le Mans várias vezes utilizando desse sistema. AUDI A4, A3, R8 e VW GOLF, PASSAT nas gerações mais modernas utilizam o sistema de injeção direta chamado FSI.

Por hoje é isso, qualquer coisa fala aí!!

Abraços
Thiago Hoeltgebaum

46 comentários:

  1. Não sei se você tem esse dado cara, mas acredito que esse sistema seja mais correto ecologicamente, já que existe uma mistura com bastante ar dentro da câmara, proporcionando uma queima completa. Mas uma coisa cara: porque existe aumento de potência e torque?

    ResponderExcluir
  2. e as desvantagens não existem?

    ResponderExcluir
  3. Não existe desvantagem... É só vantagem..... As vantagens estão na turbulência criada dentro da câmara de combustão, podendo o motor trabalhar com taxas de compressão maiores, retirando um melhor desempenho sem a ocorrência da detonação, Menos consumo de combustível, menor níveis de poluentes na atmosfera.... Talvez, tenha uma leve tendência de criar carbonização nos bicos injetores, mas o uso constante de gasolina aditivada ou um aditivo tipo "keep clean" a cada 5.000 km no tanque, manterá o motor limpo por muito tempo.
    Leandro Roxo. Engenheiro Mecânico

    ResponderExcluir
  4. Existem desvantagens, como a formação de óxido nitroso

    ResponderExcluir
  5. No motor injeção direta de gasolina, será que o óleo lubrificante será o mesmo comercializado para essa geração antiga de motores!!!!!

    ResponderExcluir
  6. este motor vai ser um fracasso por 2 motivos
    1. Formação de óxido nitroso devido ao excesso de oxigênio
    2. perda de vedação nas sedes de válvula, perda esta ocasionada pelo excesso de oxigênio em alta temperatura. Este tipo de motor vai funcionar por uns 2 anos depois vai dar pau. Quer pagar pra ver?

    ResponderExcluir
  7. Meus caros o facto de ter um sistema de injecção directa implica uma mistura muito pobre de ar, e consequentemente menos oxigénio!!!

    Logo a combustão é imcompleta originando maior quantidade de poluentes atmosfericos, dos quais se destacam as particulas atomsférias, o que não acontecia com sistemas convencionais para gasolina!

    ResponderExcluir
  8. Tudo bem? Faço engenharia mecânica no CEFET-MG. Estou no 9º período e o assunto do meu trabalho de graduação é exatamente injeção direta de combustível. Gostaria de saber se vc conhece alguma fonte bibliográfica sobre o assunto. Valeu!!!

    ResponderExcluir
  9. Rogério Studart (Engenheiro Mecânico)3 de março de 2010 23:11

    A formação de óxidos nitrosos,devido à utilização de mistura pobre e altas temperaturas na câmara de combustão é contornada com a utilzação de válvula EGR (recirculação dos gases de escape).

    ResponderExcluir
  10. Este sistema já é usado nos motores a pistao na aviaçao há pouco mais de 15 anos... Então nao é exclusividade dos carros e o imbecil que disse a asneira que o carro vai apresentar problemas é um completo ignorante em motores, só um JECA para falar besteiras, ele pensa que não tem um estudo com laboratorios de ponta e pessoal com alta expecializaçao e muitooos testes antes de lançar no mercado.

    ResponderExcluir
  11. Teve alguém que perguntou sobre a desvantagem desse motor.

    Sou um estudante de Engenharia pela PUC de Contagem, e percebi que a desvantagem desse motor vai ser na hora da fabricação, concerteza ele vai ter que se mais preparado, para aguentar uma pressao maior e uma temperatura maior.

    Terao de pensar no custo/beneficio, pra ver se essa enconomia vai valer a pena.

    ResponderExcluir
  12. Meus caros, esses comentários de não ter a queima completa e que o motor terá vida útil diminuída !!!!! Realmente vocês terão que estudar bem mais para saber o que realmente é Injeção Direta!!!!! E digo mais, É O FUTURO !!!!!!!!!!!!!!!!!
    Leandro Roxo. Engenheiro Mecânico

    ResponderExcluir
  13. É infelizmente o sem dedo contagiou até a engenharia! Quanta asneira! VAO ESTUDAR TROPA DE brasileiros IGNORANTES E METIDOS! mistura pobre menos oxigênio??????!!!!!!! As válvulas vão emperrar?????!!!!!! o motor vai trabalhar muito quente e tudo vai derreter????!!!!!
    Voces não são ENGENHEIROS, são uma tropa de não sei o que, O que será desta terra no futuro!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. A qualidade técnica dos comentários dos "parpiteiros" é sofrível.

    ResponderExcluir
  15. Daniela, se você não sabe o que significa "mistura pobre de combustível", procure se informar e não estrague o blog com comentários equivocados. Conceitualmente você está totalmente equivocada.

    ResponderExcluir
  16. Boa noite pessoal,
    Bom pelo que vejo, os participantes precisam respirar mais "gasolina"....
    Um exemplo bobo de como a injeção direta é uma tecnologia brilhante, são as antigas VW saveiro
    que em 88 ja faziam 25 km/l com diesel.O motor diesel e um sistema relativamente antigo mas que funciona bem, com limitação de rotação mas fornece bons resultados. Agora pensem um motor que tem todas as vantagens de TORQUE, ROTAÇÃO e ECONOMIA, debaixo do capô do seu carro de passeio, É bom demais, que a industria do petroleo nao deixa isso se popularizar,
    Pessoal não sejam levados pelas palavras, estudem antes de emitir suas opinões...

    ResponderExcluir
  17. Na verdade o que é bom mesmo, é o sistema de injeção que voces criaram, eu só não me recordo qual...

    ResponderExcluir
  18. bando de comentarioas idiotas, velomark eu pago pra ver!
    voce nao tem conhecimento ao que parece, pelas idiotices q vc falou, os motoress GDI atualmente possuem uma calibração multipontos minuciosa, nao existe excesso de oxigenio,tremenda idiotice. O problema que ainda é uma tecnologia cara para ser utilizada nos carros populares, entretanto, como cada vez mais a legislaçao é rigorosa na emissão de poluentes, no futuro, o sistema de injeção tende a migrar para o GDI. Obs: eu trabalho com isso, sei do que estou falando!

    ResponderExcluir
  19. Caramba, e é este tipo de idiota como o velomark que fica contando papinho nas rodas de amigos. Que idiota, passaram os 2 anos desde o comentário dele, e agora ele que vai ter que pagar!

    ResponderExcluir
  20. Eu nao sou especialista nisso, mais com certeza
    tem engenheros especialisados nos assunto q previam oxidaçao (se realmente ocorre )e acharao a soluçao ,os caras testao durantes anos uma tecnologia antes de motor em pratica, isso ja é projeto a 30 anos, entao axa q só ta trazendo beneficios como as mudanças de carburador para injeçao eletronica

    ResponderExcluir
  21. Gostaria de informar que este tipo de Injeção é utilizado tambem no modelo XF da Jaguar e funciona muito bem é economico e potente.

    O combustivel é injetado com grande pressão dentro da camara evitando precipitações, desta maneira a queima é muito mais eficiente e a potencia é maior.

    Na pratica os engenheiros reduzem o tamanho do motor mantendo uma potencia adequada.

    Joaquim Junior - Técnico em Automobilistica

    ResponderExcluir
  22. Caros colegas
    Me chamo CAIO ( Estou anônimo pois não tenho uma conta para entrar em contato convosco)

    Mas minha dúvida é a seguinte... Gostaria de saber se eu posso implantar esse sistema em meu carro a Injeção direta. ele é um Gol Ap/1.6 completo, estou querendo modificar o motor dele(tornando o mais forte com kits extras) Ja procurei saber sobre a informação mais não obtive resposta.

    Conheço bem como é andar em um carro a direta. o Aproveito de consumo e o desempenho é excelente!

    Desde já agradeço a Atenção de todos!

    Se puderem comunicar-me.
    c_rasc@hotmail.com

    ResponderExcluir
  23. Bom Sou o poster de cima.!

    A resposta que obtive até agora é de que eu posso comprar um motor AUDI a1, ou a3 ou similar Semi-novo... E ai?

    Continuo a esperar respostas.

    ResponderExcluir
  24. As pessoas falam: a injeção direta é boa porque é usada no Jaguar, no r8 e mais outras raridades, carros que raramente passam dos 5k/l de gasolina. É um projeto morto em si mesmo, pois não ganhou as ruas e a popularização, a não ser que os especialistas que comentam aqui que se sentem confortáveis para me chamar de "idiota" - que poderão responder não aqui, mas por processo de calúnia e difamação juntamente com o site que o hospeda, me provem que este sistema se tornou popular no Brasil. Uma tecnologia tem que ser essencialmente barata, compra o Jetta e vc vai ter injeção direta, mas arque com os custos de manutenção. Além do mais, estudo motores há mais de 30 anos, a injeção direta existe antes dos carburadores, somente agora conseguiram adaptar para a gasolina.

    ResponderExcluir
  25. Tem outros que dizem: "eu trabalho com isto" como se eles fossem a autoridade máxima e definitiva no assunto, quando na verdade não percebem que estão apenas na ponta do iceberg. Vou tentar explicar: excesso de oxigênio é muito perigoso para um motor, produz super aquecimento e corrói as sede de válvulas. A não ser que as válvulas de escape sejam revestidas de ouro ou platina - materiais caros, não permitindo uma retífica barata. Usar o exemplo da Saveiro diesel não me diz nada, qualquer carro a diesel é econômico. Agora me mostra um Jaguar com mais de 50 mil quilômetros, um r8, não tem.

    ResponderExcluir
  26. Acho que "quem precisa estudar mais" não sou eu. Digo que as sede de válvulas juntamente com o assento das mesmas vai perdendo a vedação e consequentemente o motor aos poucos vai perdendo torque e potência e taxa de compressão, em suma, o cabeçote precisa ir para retífica. A não ser que a via de escape por onde passa o oxigênio quente seja feita de platina ou ouro com uma espessura mínima de meio milímetro, em tese, além de serem caras as válvulas e cabeçote, não permitirão retífica, não facilmente. Ou seja: manutenção cara, motor caro, que não compensa a economia de combustivel além de ser potencialmente muito poluente devido a formação de NxOx que causa o smog químico.

    ResponderExcluir
  27. obs: ha o sensor lambda que mede a se a mistura esta rica ou pobre,e mais um computador pode já efetuar a mistura certa.

    ResponderExcluir
  28. Interessantissima esta discussão, Algumas observações: Injeção direta de gasolina já existia na 2º guerra, nos anos 50 era usada nos carros Mercedes e recentemente (anos 80) foi bastante usada pela VW no Corrado, Passat Sirocco etc. Porém éram modelos antigos e não estratificados como hoje, ou seja: havia só uma injeção por ciclo, logo deveria ser uma injeção mais rica pois não existia tecnologia para deixar a mistura mais rica ao redor da vela. Quanto a durabilidade concordo com os que dizem que tudo já foi testado e previsto pelos engenheiros, e duvído que o sistema (que já é usado por TODAS as grandes marcas) tenha vida útil limitada. Oque póde acontecer são problemas pontuais. Dois exemplos: Em carros da VW e Audi para o mercado brasileiro a injeção é direta mas não estratificada por problemas com nósso combustivel. Nos anos 90, começo da importação de veiculos ao Brasil alguns modelos de alto-luxo da BMW tiveram problemas com os cilindros, ao que parece algo em nóssa gasolina corroía o tratamento superficial dos mesmos e os blocos tinham que ser substituídos...

    ResponderExcluir
  29. Outro motor é Fire 16v Multiair da Fiat.

    ResponderExcluir
  30. Se os engenheiros estão tão certos da "durabilidade" porque não lançam um 1.0 com injeção direta pro povão, porque não estão certos e a coisa só funciona numa faixa de preços (alta) onde a economia de combustivel durante toda a vida útil do equipamento foi consumida no custo de produção. Um problema em poucas unidades caras vendida é mais fácil de resolver a que milhares de unidades que podem facilmente levar a falência uma empresa. Outro problema é a preparação das oficinas e a segurança operacional, pois como se trabalha com pressões altíssimas os riscos de acidentes são maiores. Alguém pode dizer: "mas o diesel também trabalha com alta pressão". Porém acidentes ocorrem e dado ao numero de caminhões eles são proporcionais a este número, como o número de carros é maior, acidentes na operação de conserto de manutenção destes equipamentos também ocorrerão. Tudo isto deve ser pensado. Se alguém me mostrar um r8 com 100.000 km, talvez eu possa refletir melhor, embora o r8 tenha vencido algumas competições, isto não sifnifica que no dia a dia ele seja durável, porque no dia a dia eles não fazem o motor a cada competição, o que não traduz uma verdade de mercado, e também um carro como este faz 4 km/l na cidade e 7 em viagem, bela "economia".

    ResponderExcluir
  31. Posso dizer que a sonda lâmbida seja sensível, mas não posso afirmar que a mesma seja precisa. É ai que morre o cavalo. Confiar que a mistura está exata porque a "sonda está dizendo" é uma proposta bastante perigosa. Para calibrar um solda vc deverá coletar o gás e medir a temperatura do mesmo, depois deverá passar por analisador de orsat, dai vc vai ver o furo.

    Além do furo, o processamento e firmware neste sistema tem de ser de elevada velocidade, coisa que nem sempre funciona.

    A extratificação da combustão serve apenas para aquecer a câmara, tornando a reação mais rápida, substituindo parte da taxa de compresssão, ou seja, vc consegue resultados semelhantes a uma taxa de compressão maior.

    ResponderExcluir
  32. Esse tipo de injeção também é ultilizadas nas aeronaves de pequeno porte, mais não eletronica e sim mecanica, ja nos veiculos eletronicos é possivel a estequiometria ou "mistura perfeita" aproveitando o maximo da energia quimica do combustivel, visto que dessa forma é gerado o triangulo do fogo...

    ResponderExcluir
  33. Há! e a respeito do comentário do Velomark vejo que não esta por dentro do mundo otto, visto que toda grande tecnologia é primeiro implatanda nos veiculos de luxo ou esportivos para depois chegar até os veiculos populares, mais entendendo melhor oque vc escreveu, vc disse que o sensores não fazer uma leitura perfeita, acho que vc parou no tempo do fusca... hj estamos no tempo do gerenciamento eletronico de combustivel e a tecnologia vai alem das suas duvidas... a questão de injeção direta não é como base somente a eletronica e sim a precisão de injeção na camara de explosão, distribuindo de melhor forma o terceiro elemento do triangulo do fogo, formando assim a estequiometria e aproveitando o maximo porcentual da energia do combustivel, isso ja é bem usado nos motores a diesel...

    ResponderExcluir
  34. Quando ocorre mistura pobre em motores convencionais ha um aquecimento maior no motor consequentemente se acontecer por um longo periodo prejudica o motor como ficou esse assunto no novo sistema?

    ResponderExcluir
  35. Só tem Cavalo neste fórum... Sabiam que já inventaram a Roda? Rsrsrs

    ResponderExcluir
  36. boa noite amigos e as estava procurando algo de motores gdi e encontrei vcs , pois bem meu nome é fabio sou propietario de uma oficina mecanica em santos e estou consertando um audi Q7 gdi 4.2 de um amigo ,pois sei que a maioria ai é engenheiro mas eu nao sou eng ,sou mecanico especealizado em inj elet, o defeito do veiculo ,e o seguinte luz de inj direto acesa e o scaner diz defeito no 3 cilindro,já testei bobina com osciloscopi inverti as velas e as bobinas para ver se o defeito migra para outro lugar e nada agora a noite tirei o coletor de admiçao para verificar o bico inj ,medi resistencia e medi resistencia do chicote do modulo e nada , amanha vou medir compressao desse cilindro ,pois tem que gostar muito para consertar trata se de um motor v8 inj direta,assim que achar o defeito posto aqui neste blog , caso seje valvulas deste cilindro que tenho desconfiança pois meu cliente falou que abasteceu o veiculo na estrada depois que ele colocou podium,só vou falando dos defeitos e conserto o projeto dos motores deixo para vcs quebrar um pouco tb de cabeça abrç a todos e se alguem quiser alguma foto especifica de aguma peça do motor da parte da gdi pode me passar um email fabio_pichi@hotmail.com . descupe pe los erros de portugues , o tempo de meu estudo foi mas em mecanica de autos e inj e mao na massa mesmo abrçs a todos as .

    ResponderExcluir
  37. este tipo de defeito é melhor medir a taxa de compressão estática, a dinâmica não consegue detectar facilmente

    ResponderExcluir
  38. Nos motores diesel, a cadeia molecular do combustivel impede a oxidação das válvulas, estude mais.

    ResponderExcluir
  39. O Velomark é o Legítimo BABACA DE PLANTÃO....
    Procura na Internet as Respostas e posta como se fossem seus comentários.... Ele é que deveria ESTUDAR MAIS !!!! Bem mais !!!!

    ResponderExcluir
  40. Velomark só conhece, superficialmente, o que é um Carburador Simples (com dois estágios já dificulta muito para o Q.I dele) e Platinado Ventilado da Icesa.

    ResponderExcluir
  41. bem legal e muito mais eficiente esse sistema

    ResponderExcluir
  42. Como faço para trocar um Platinado de um Volkswagen Fusca 1300, ano 1971, bem inteirinho? Acho que isso o Velomark deve saber... Acho!

    ResponderExcluir
  43. ouvi dizer que o motor dos formula 1 tambem utilizam injeçao direta de combustivel,inclusive as ferrari

    ResponderExcluir
  44. a BMW X1 2.0 2014 tem injeção direta tb

    ResponderExcluir